sábado, março 31, 2007

QUALQUER SEMELHANÇA ....

A GREVE DOS CONTROLADORES DE VÕO

FORA LULA



A GREVE DOS CONTROLADORES ACABOU, MAS...



O caos ainda vai perdurar até segunda-feira. A verdade da falta de estrutura, de equipamentos e controladores vai continuar. Infelizmente, para o mais inoperante governo deshhti paizz, a Infraero, um antro de corrupção e a ANAC, um antro de incapazes. não conseguirá ajeitar os cálculos, fazer com que passageiros desapareçam, com que o numero de controladores aptos e falando inglês apareçam da cartola ou que aviões brotem do chão, como fez o IBGE com os números da economia.

Não existe mágica que conserte a Incompetência, nem mesmo a astúcia da publicidade mentirosa de um Duda Mendonça fará com que tudo seja esquecido e resolvido a curto prazo.

A revolta dos passageiros, em grande parte, atingiu o alvo errado. As Companhias de Aviação tampouco os controladores de vôo são culpados pela crise; a ineficiência do governo sim é o culpado e apenas uma manifestação teve esse objetivo (pelo menos a única mostrada pela Record, já na madrugada de hoje):


Éder Viana, empresário que deveria embarcar ao Rio às 17h, pichou com batom as expressões "Chega!" e "Fora Lula!" nas paredes de vidro que delimitam a entrada da sala de embarque do Aeroporto de Brasília.


- Por favor, reajam, sejam cidadãos! - disse Viana à multidão, que reagiu com aplausos e batidas nas mesas e cadeiras do aeroporto.Depois de pichar as paredes, o empresário começou a insultar funcionários do balcão da Infraero:


- Eu pago meus impostos e sou cidadão. Não sejam vaquinhas de presépio - gritou".(Pernambuco.com)




O Acordo que pôs fim à greve, mas não ao Caos:

"Minuta de Negociação

O Ministro de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão e a Secretária-Executiva da Casa Civil da Presidência da República comprometem-se com os seguintes itens de negociação a respeito do controle do tráfego aéreo:

1. O Governo Federal fará a revisão dos atos disciplinares militares, tais como transferências, afastamentos e outros, envolvendo representantes de associações de controladores de tráfego aéreo, ocorridos nos últimos seis meses, assim como assegura que não serão praticadas punições em decorrência da manifestação ocorrida no dia 30.03.2007;

2. Abrir um canal permanente de negociação com representantes, inclusive de controladores militares, para o aprimoramento do tráfego aéreo brasileiro, tendo como referência de início dos trabalhos a implantação gradual de uma solução civil, a partir de terça-feira, 03 de abril de 2007;

3. Abrir um canal de negociação sobre remuneração dos controladores civis e militares a partir de terça-feira, 03 de abril de 2007.


Paulo Bernardo Silva

Para quem acredita em um acôrdo sem data para ser cumprido e que promete remuneração para os militares que não seja a que já está em vigor, já é alguma coisa. Há os que acreditam piamente nas fábulas e há os que acreditam no governo Lulla, morrerão todos acreditando em papai noel.


Imagem - Agência Estado mostrando um cidadão com COJONES.

sexta-feira, março 30, 2007

OS AEROPORTOS ESTÃO FECHADOS EM TODO O PAÍS, POR CAUSA DA DENGUE

Dédalo Lulopetista










A INCHAERO INFORMA








OS AEROPORTOS ESTÃO FECHADOS EM TODO O PAÍS, POR CAUSA DA DENGUE




Como amanhã é o dia Nacional Contra a Dengue, não seria justo que os passageiros pudessem fazer o transporte involuntário de mosquitos da Bahia para São Paulo e vice versa. Além disso, as pistas têm que ser inspecionadas para ver se não existem focos do Aedes Aegipt.


Com essa greve fica adiado o dia e a hora em que o Caos Aéreo iria terminar, se terminar.

OAB ULTRAPASSADA E CONIVENTE


TENTANDO ENTENDER. EU CONSIGO?



Para que serve o encarceramento de transgressores da lei?


"A pena é um desses fatos sociais de validade universal, no tempo e no espaço, do qual nenhum povo prescinde."(ANÍBAL BRUNO). No entender da OAB, da CNBB e outras entidades que fogem da realidade existente no país, a prisão é um momento ludico onde o estado deve envidar esforços para ressocializar o preso. Ao sentenciado todas as facilidades, às vitimas que se queixem ao papa. A pena não é prioritariamente ressocialização para todo tipo de transgressor. Alguém já soube de um ex-traficante, ex-serial killer, ex-estuprador?. No Brasil da OAB, do Lulla, do petê e seus aliados, da CNBB e outros comunistas assumidos ou não, o país está na vanguarda do direito penal. Assassinos cruéis são ressocializados em tempo recorde jamais visto em qualquer outro país. Eventualmente - quase sempre - voltam a delinquir por causa das "condições sociais", merecem o perdão tantas vêzes quantos forem o número de assassinatos que cometerem. Somos uma nação que respeita piamente os Direitos Humanos, dos bandidos, é claro; mas como a Igreja Progressista, os donos dos poderes e a OAB fizeram sua opção preferencial pelos pobres - de espírito.

Cezar Britto, presidente da OAB, criticou a proposta de monitoramento eletrônico dos condenados no Brasil. Como Lulla, quando disse que poderíamos no futuro prender "fetos",Cezar Brito extrapolou:

- “Hoje é uma pulseira eletrônica, amanhã um chip, depois se estende para as crianças, para os adolescentes e, por fim, passaremos a viver num lugar Big Brother, com todo mundo sendo vigiado pelo Grande Irmão onipotente e onipresente”....

O monitoramento eletrônico dos condenados seria um avanço que tentaria proteger a sociedade - e ao próprio condenado - de eventuais arroubos de reincidência dos que se encontram fora dos presidios, mas ainda cumprindo uma parte de sua condenação.

A OAB também se posiciona contra a redução da maioridade Penal, contra a revista de seus membros quando em visita a presos, a favor do aborto quando propõe plebiscito mas, curiosamente. é contrário ao plebiscito a favor da prisão perpétua ou pena de morte. Para a OAB um feto é um feto e a sociedade pode dispor deles à vontade, mas do adulto que mata cruelmente ou dos menores que também matam não se pense em puní-los ou eliminá-los. No fundo, tudo não parece senão uma reserva de mercado: o infrator "de menor" de hoje será o futuro cliente potencial de amanhã e o assassino com penas reduzidas voltará a constituir advogado para um novo assassinato; porisso mesmo deveriam ser contrários ao aborto já que sempre haverá a possibilidade de novos clientes. Simples não?


Essa OAB, versão século XXI, não chega sequer a ser um arremedo do que representou a OAB do século passado, dos grandes juristas e dos grandes pensadores das Leis. Mas a OAB combina perfeitamente com os tempos que vivemos: sob o jugo do lullo-petismo.


quinta-feira, março 29, 2007

AOS VITORIOSOS O PRÊMIO JUSTO.



AOS VITORIOSOS O PRÊMIO JUSTO.


Podem falar o que quiserem do presidente, jamais digam que ele não premia os competentes do seu governo. Essa prática é dos tempos do sindicalismo, movimento que conquistou muito para os trabalhadores. Vá lá que um posto de trabalho aqui outro alí foram fechados, mas foi tudo com boas intenções. É certo que muitas empresas mudaram de São Bernardo, porém o ar de SBC ficou menos poluído; um avanço naqueles tempos e Lulla já pensava no aquecimento Global. Também é certo que muitos deixaram de ser metalúrgico, mas mudaram para melhor: hoje são pequenos empresários da área musical (vendendo CDs da China), da informática (vendendo programas da Microsoft muito mais baratos) ou mesmo da área de brinquedos (Bonecas feitas com lixo hospitalar). Enfim, melhoraram de vida.


Com um grande companheiro de sindicalismo, o Luiz Marinho, não foi diferente. Lulla não esqueceu o trabalho que Luiz Marinho fez na Alemanha, juntamente com Mario Barbosa, quando visitou até mesmo um bordel com custos pagos pela Volkswagen: tudo pela integração Brasil-Bordéis-Alemanha; Luiz Marinho virou ministro do Trabalho. Agora, Lulla premia a excelente gestão à frente do Trabalho, indicando-o para a Previdência. Mas não só porisso. O que faria um Ministro do Trabalho, competente como Marinho, se o desemprego já não existe? É certo que existam os que não querem trabalhar, querem viver às custas do bolsa-família, mas certamente o IBGE, que já mudou o cálculo do PIB para maior, pode muito bem aferir essa realidade e diminuir esse indice mentiroso do desemprego. A Previdência sim é o lugar certo para o Marinho: já trabalhou muito , agora se aposenta; nada mais Justo!


Parabéns pela escolha sr. Presidente, e não se intimide com a imprensa neo-liberal-conservadora, coloque o Stedille ou o José Rainha na Reforma Agrária, eles merecem, a agricultura merece e o Brasil merece.

CURITIBA E SALVADOR

29 de Março Fundação de duas belas cidades


CURITIBA - PR




Imagem- Rua das Flôres




SALVADOR - BA


Imagem - Vista da Baía de Todos os Santos.




Momentâneamente as duas cidades homenageadas, sedes de governo de seus estados, estão sob o "jugo" de gente incompetente. O Paraná está nas mãos do publicitário do Socialismo-Lixo-Venezuelano, o Neo-Chavista-Nepotista Requião e esperamos, em curto espaço, homenageá-lo com um Réquiem bem grandão. A Bahia está sob os grilhões de Jack Wagner, um misto de promoter do new-lesbian-casual e propagandista de destilados mais fortes. Aos curitibanos e soteropolitanos os nossos cumprimentos.

quarta-feira, março 28, 2007

SOLUÇÃO PARA A BADERNA AÉREA TEM HORA PARA TERMINAR









"Eu quero prazo, dia e hora para a gente anunciar ao Brasil que não vai ter mais problemas nos aeroportos brasileiros". Luis Inácio




Embora seja esta a terceira ou quarta vez que o presidente fica nervoso com o Caos Aéreo, parece que desta vez a coisa vai deslanchar. Waldir Pires, um expert em qualquer assunto, andava chateado sem saber se continuaria como Ministro da Defesa, talvez ele nem soubesse que estava Ministro. Agora que avisaram o que deve fazer um Ministro da Defesa, Waldir Pires descobriu que um raio é um raio nada mais que um raio. O presidente da Infraero Brigadeiro José Carlos Pereira promete não encruar e nem ser tão dôce com as questões aeroportuárias. Já o presidente da Anac, Milton Zuanazzi , quer o fim da ANArC-ia e a Zuêra. Esses três cavaleiros, nesse exato momento, estão certamente confabulando para levar ao presidente o dia e a hora do fim do Caos. Alguma coisa entre hoje e o dia de São Nunca, talvez quando a PF descobrir de quem era a grana do dossiê Vedoim, talvez quando os mensaleiros forem julgados, condenados e presos ou talvez quando o presidente tomar posse e parar de falar bobagens. Nada impossível de ser concretizado - a não ser quanto a parar de falar bobagens -, afinal o que representam cinco ou dez anos para Deus?

Não é racismo se insurgir contra branco, diz ministra





UM POUCO DA HISTÓRIA PARA REFRESCAR A MENTE.


....."Os negros eram vendidos pelos seus sobas - chefes de tribos africanas [negros] - aos portugueses, e trazidos para o Brasil vindos da costa e da contracosta da África. Até meados do século XVll eram eles adquiridos, em sua maioria, pelos senhores de engenho de Pernambuco e Bahia. No início do séc. XVIII seus maiores compradores passaram a ser o Rio de Janeiro e Salvador. Ainda no início do século XVllI os escravos negros foram introduzidos nas regiões cafeeiras, a princípio do Pará e do Maranhão, mais tarde do Rio de Janeiro e São Paulo..." Fonte - Vivabrazil





Não é racismo se insurgir contra branco, diz ministra

Denize Bacoccina De Brasília


Para a ministra, desigualdade ainda vai demorar para acabar
A ministra Matilde Ribeiro, titular da Secretaria Especial de Política da Promoção da Igualdade Racial (Seppir), diz que considera natural a discriminação dos negros contra os brancos.
Em entrevista à BBC Brasil para lembrar os 200 anos da proibição do comércio de escravos pelo Império Britânico, tido como o ponto de partida para o fim da escravidão em todo o mundo, ela disse que "não é racismo quando um negro se insurge contra um branco".
"A reação de um negro de não querer conviver com um branco, eu acho uma reação natural. Quem foi açoitado a vida inteira não tem obrigação de gostar de quem o açoitou”, afirmou.
Ribeiro disse que ainda vai demorar até que as políticas públicas implantadas nos últimos anos comecem a dar resultados concretos e diminuam a diferença econômica e social entre as populações branca e negra do país. ..


BBC Brasil - E em quanto tempo a senhora acha que poderemos ter uma situação de igualdade, onde as pessoas sejam julgadas pelo mérito, independentemente da raça?
Matilde Ribeiro - No Brasil, o racismo não se dá por lei, como foi na África do Sul. Isso nos levou a uma mistura. Aparentemente todos podem usufruir de tudo, mas na prática há lugares onde os negros não vão. Há um debate se aqui a questão é racial ou social. Eu diria que é as duas coisas.
Matilde Ribeiro - É o seguinte: chegaram os europeus numa terra de índios, aí chegaram os africanos que não escolheram estar aqui, foram capturados (?)e chegaram aqui como coisa. Os indígenas e os negros não eram os donos das armas, não eram os donos das leis, não eram os donos dos bens de consumo. A forma que eles encontraram para sobreviver não foi pelo conflito explícito. No Brasil, o racismo não se dá por lei, como foi na África do Sul. Isso nos levou a uma mistura. Aparentemente todos podem usufruir de tudo, mas na prática há lugares onde os negros não vão. Há um debate se aqui a questão é racial ou social. Eu diria que é as duas coisas.


BBC Brasil - E no Brasil tem racismo também de negro contra branco, como nos Estados Unidos?
Matilde Ribeiro - Eu acho natural que tenha. Mas não é na mesma dimensão que nos Estados Unidos. Não é racismo quando um negro se insurge contra um branco. Racismo é quando uma maioria econômica, política ou numérica coíbe ou veta direitos de outros. A reação de um negro de não querer conviver com um branco, ou não gostar de um branco, eu acho uma reação natural, embora eu não esteja incitando isso. Não acho que seja uma coisa boa. Mas é natural que aconteça, porque quem foi açoitado a vida inteira não tem obrigação de gostar de quem o açoitou. ...
BBC-Brasil



Esta Senhoura Matilde é Ministra do quê mesmo? Técnicamente ela se propõe a promover a Igualdade Racial , na prática ela deu o empurrão "oficial" para a Desigualdade. A prática de jogar setores da sociedade, uns contra outros, não é novidade neste governo. Lulla, em campanha e sempre que pode, culpa as Zelites pela situação dos mais pobres, sempre se eximindo de quaisquer responsabilidades pelo desemprego, pela segurança e pela educação. As elites do setor bancário, as que mais tiveram ganhos em todos os tempos, foram, são e, pelo visto, serão as mais beneficiadas até o fim - se existir - deste porco governo.



Embora poucas pessoas saibam da existência dessa Senhoura Ministra (talvez até o Lulla a desconheça), bastou um microfone e um holofote para que ela destilasse o veneno do preconceito e da incitação ao confronto. Admitindo ou não, a Sra. Matilde deu o pontapé inicial de um jogo perigosíssimo. Mas também pertencendo aos "quadros" do governo, o que mais se poderia esperar senão incompetência?



E só para terminar, é bom lembrar à Senhoura Ministra que fique à vontade, sem a burocracia de mandados judiciais, para revirar minha casa à procura de qualquer chicote ou outros instrumentos de tortura.



terça-feira, março 27, 2007

BALCAO DE NEGÓCIOS DO LULA



BALCAO DE NEGÓCIOS


Infelizmente, não restam dúvidas. A chamada coalizão nacional não passa de um enorme balcão de negócios, um senhor "toma lá dá cá", um troca-troca da pior qualidade que satisfaz os amigos e os companheiros, privilegiando o valor político em detrimento do técnico. Mais uma vez, a história se repete e o Brasil sairá com o grande perdedor.

Dr. David Neto
Médico - Ex- Secretário de Saúde e Medicina Preventiva

GOVERNO ECOLOGICO


GOVERNO ECOLÓGICO


LULA SABE ESCOLHER BEM.




Alfredo Nascimento, novo ministro dos Transportes é acusado de falsificar documentos fiscais, comprar votos e ter cometido o crime de abuso do poder econômico na campanha. Segundo: líderes de oposição afirmam ter ouvido relatos de deputados que foram sondados para se filiar ao PR, por Alfredo ou seus emissários, em troca de cargos e liberação de verbas administradas pelo Ministério dos Transportes, prática que aponta para a existência de um segundo mensalão. Terceiro: a volta de Alfredo ao governo trará a reboque as irregularidades constatadas em uma das mais polêmicas séries de obras do governo Lula, a Operação Tapa-Buracos.


Três processos, porém, tramitam na Justiça. O ex-governador Gilberto Mestrinho, do PMDB, o acusa de ter usado um CNPJ falso no início da disputa. A Lei Eleitoral é clara: a campanha só pode começar quando o candidato tiver um comitê financeiro para receber doações. Esse comitê tem que ter uma inscrição na Receita Federal, o CNPJ. Mestrinho afirmou à Justiça que o número que aparecia no material de campanha de Alfredo, o CNPJ 08.134.682/0001-37, não existia. O corregedor eleitoral Jovaldo Aguiar enviou um ofício à Receita para comprovar a denúncia. Em 18 de setembro, o chefe da Receita em Manaus, Eduardo Ponte Barbosa, respondeu: “Não consta em nosso sistema cadastral o CNPJ indicado.” Mestrinho argumenta que, se não havia CNPJ, não poderia haver doações oficiais para comprar material de campanha. Ou seja, aquilo seria produto de caixa 2. Tem mais na Isto é, que como se sabe é a defensora de Lulla.




Resumindo: o presidente Lulla escolhe seus assessores não pela biografia, mas pelo tamanho da Folha Corrida. É um governo ecológicamente perfeito, que defende a Capivara de seus assessores diretos.

segunda-feira, março 26, 2007

CHEGA DE PAZ



BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO


Ato de Luto pelo Rio aconteceu nesta segunda na Cinelândia

A união faz a força. Com esta idéia o movimento “Rio de Paz” realizou o ato “Luto pelo Rio” e pediu cinco minutos de silêncio, no início da noite dessa segunda-feira (26), na Cinelândia, no Centro do Rio. Segundo a Polícia Militar, cerca de 300 pessoas, com camisetas pretas e velas acesas, pediram paz, justiça e medidas imediatas das autoridades para diminuir os índices de violência na cidade.

Durante a manifestação, o coordenador do Viva Rio, Rubens César Fernandes (que já defendeu traficante -Clique aqui -), informou que nas próximas duas semanas será realizado um fórum com as autoridades de segurança do Rio de Janeiro. Ele quer debater medidas para diminuir a criminalidade no estado. (G1)


Está na hora dos protestos contra a violência sairem da mesmice das passeatas "pela Paz". Não estamos vivendo os românticos tempos dos hippies, do Paz e Amor contra a guerra do Vietnã. A guerra está a um passo da soleira de nossas portas - quando não a invade -. Estão morrendo jovens, adultos, idosos, ricos e pobres. O inimigo está sendo protegido por leis estúpidas que o próprio coordenador do Viva Rio defende. O inimigo, maior ou menor de 18 anos, tem defensores com passado nebuloso, muitas vêzes mais perigosos porque têm a caneta que legisla e que retém verbas da segurança, preferindo gastá-las no projeto de perpetuação no poder. Bandidos (eleitos ou não) não querem a PAZ. Bandidos (com mandatos ou não) preferem as passeatas ordeiras, sem cobranças maiores. Bandidos só respeitam a mão firme de quem não se curva, de governadores que não tentem legalizar as drogas e de presidentes que não afaguem quadrilheiros. Bandidos com mandatos eletivos ou mandados de prisão só respeitam no Grito, quando a sociedade fazer valer a sua força e exigir o que lhe é de direito.


Cá p'rá nós.... Será possível um marginal respeitar ministro que apoiou terroristas, assaltantes de bancos e sequestradores? O Hamas respeitava Arafat?

FINALMENTE 2007 COMEÇOU.




FINALMENTE 2007 COMEÇOU.


E começa em grande estilo. O ano de 2007 começa com as pesquisas, importantíssimas para direcionar o eleitor para as próximas eleições de 2014 e 2016. 2014 e 2016? É claro. As eleições de 2008 já estão decididas, pelo menos nas grandes capitais, vai dar petê ou os aliados da lambança; a presidencial de 2010, salvo engano e se continuarmos vendo o barco passar sem levantarmos a bunda da cadeira, é Lulla na cabeça. Dirão os incrédulos: "Não existe re-re-reeleição, não está na lei". Direi aos incrédulos que, segundo a lei, também não é possivel roubar, assassinar e estuprar e existem mais de 200 mil mandatos de prisão para esses transgressores e eles continuam soltinhos. Portanto, re-re-reeleição do Lulla é uma questão de interpretação da Lei (favorável a elle, é claro). Sem dúvida ainda aparecerá um expert em achar pelo em ôvo e virgulas nos incisos, parágrafos e traquitanas legais favoráveis à re-re-re-re-reeleição do nunca antes visto presidente.


As pesquisas são tão importantes que o data-Fo(a)lha que é da Folha que sempre é fala(o) e nunca falha(o) - ou tudo ao contrário que dá na mesma - resolveu que tudo o que o prefeito Kassab do pefelê faz em São Paulo está errado e portanto a Falha é dele e não da Folha. Se Kassab falha porque assim entende a Folha, que volte a Marta que não está morta.


E o Rio? Continua lindo. Balas perdidas não são mais guloseimas caídas de saquinhos em parque de diversão. Todos os dias ou morre alguém vítima de bala perdida ou policial vítima de bala encontrada - no corpo -. Mas, a população carioca "Tá nem aí", segundo as pesquisas, e aprova o governo do Cabral.


E o Brasil? Onde? Ahhh! o Brasil não conhece o Brazil. Pelas pesquisas da Folha que, repito, não Falha, o Brasil é assim uma Dinamarca melhorada. Nunca antes um presidente falou tanta bobagem, deixou de fazer tantas coisas, foi condescendente com a pilhagem dos recursos e mesmo assim todos o adoram, o idolatram e se sentem felizes em viverem como hienas que dão uma rapidinha uma vez por ano, comem merda e vivem dando risadas.


Eu a-do-ro o Brasil e a Folha - da parreira, porque é com ela que muitos se vestirão em breve. E por falar em pesquisas, aguardem o da CNT-Sensus e Ibobe-Globo, mas não riam porque são sérias e competentíssimas.


Horácio Antônio Braun - Jornalista, publicitário e bon-vivant (* 13/06/1949 + 24/03/2007).

HORACIO ANTONIO BRAUN.




SE É UM AMIGO DO SPONHOLZ, É UM AMIGO DE TODOS NÓS





..."Olha aqui, ó... Não é por nada não... Mas sabe duma coisa? Hoje me acordei decidido em não me importar mais se a estação do ano muda, se o século virou há quatro anos e o milênio é outro, ou se a idade aumenta. Hoje me acordei decidido a conservar só e unicamente a vontade de viver e de amar. Assim, vou abrir todas as janelas que encontrar e as portas também, e vou insistir em ser carinhoso, amigo, irmão, pai e marido, alimentando a alma com esperança e fé de que o sonho da compreensão e do entendimento é o único caminho para que o espírito vivencial seja pleno de felicidades. E se por acaso você achar oportuno tomar a mesma decisão neste momento, vá em frente, lembrando-se que o brilho do sol e a orientadora luz da lua refletem todo o tempo do tempo todo que sempre temos à disposição para amar e viver extensa e intensamente. Nem mais, nem menos".... Horácio Braun, Jornal de Santa Catarina - SC - Colunas , 11 de fevereiro de 2005.











www.coisasdohoracio.com.br/indexb.php

domingo, março 25, 2007

UMA TRÁGICA MORTE PODERIA TER SIDO EVITADA




UMA TRÁGICA MORTE PODERIA TER SIDO EVITADA


Se o governador Cabral tivesse tido sucesso na sua cruzada pró-legalização das drogas, um herói não teria morrido.


O herói é Robson Roque da Cunha, carinhosamente alcunhado de Caveirinha. Caveirinha revoltado com a má distribuição de renda no país, sequestrou em 1990 o empresário Roberto Medina, mantendo-o "detido" por quinze dias. Caveirinha era um bom pai de família e foi casado com Ana Cristina Pedro Mendonça, outra revoltada com a má distribuição de renda e portanto, corrigia essa anomalia neo-liberal praticando, como seu amado Caveirinha, sequestros. Caveirinha foi preso e estava completamente regenerado, tanto que ganhou indulto de Natal. Talvez por esquecimento Robson não voltou à prisão, mas passou a se dedicar à nobre profissão de distribuidor de produtos fármaco-tóxicos. Na noite de sexta-feira (23), Robson Caveirinha e Toninho Gordo, ambos pertencentes ao Comando Vermelho (ONG que cuida dos direitos dos excluídos presidiários) , foram covardemente mortos pela PM, opressora das minorias, quando apenas se defendiam valentemente de uma blitz (prática proibida pelos Direitos Humanos).

Em protesto, os comerciantes de Copacabana fecharam o comércio em sinal de luto pela perda deste herói Cabralino e os oprimidos moradores dos Morros Chapéu Mangueira e no Pavão-Pavãozinho solidarizaram-se com mais esta irreparável perda.

Se o grandioso e benemérito governador Cabral tivesse sido atendido, liberalizando-se o comércio desses produtos fármaco-tóxicos que apenas e tão sómente trazem euforia e amenizam o estresse dessa vida enfadonha, essas duas mortes poderiam ter sido evitadas.
Imagem (Autin.com.br) - O herói finalmente encontrou a paz.


LULA E A POLÍTICA COM "P" MAIÚSCULO



ALFABETO BEM MAÚSCULO

Tenho que concordar com Lula que afirma ser "possível fazer política no País com 'P' maiúsculo". Não será nada difícil, muito ao contrário, pois, afinal de contas, no Brasil, já se pratica rotineiramente, com extrema Aptidão e Grandiosidade, a Mentira, a Corrupção, a Incompetência, a Impunidade, a Violência, o Favorecimento, os "Acertos" e Conchavos, o Desrespeito, a Total Falta de Ética, Caráter e Moral, e as Benesses Ilimitadas para com os Amigos e Companheiros, sempre utilizando do alfabeto no formato mais "Maiúsculo Possível". Portanto, trata-se de Redundância.

Dr. David Neto
Médico e Jornalista - Ex- Secretário de Saúde e Medicina Preventiva

GLTB (gays, lésbicas, transgêneros e bissexuais) também matam.




PELA IGUALDADE.


Conversando com um policial, que vive o dia-a-dia do sistema carcerário, o homossexualismo nas prisões veio à tona. São muitos (muitos mesmo) os homossexuais presos por crimes violentos. Quando esses crimes são cometidos não há manchetes nos jornais. Quando a vítima é um homossexual as manchetes são ENORMES. Por quê será?


Julio Severo, autor do livro O Movimento Homossexual, ajuda-nos a entender essa distorção. Os 10 maiores assassinos dos Estados Unidos têm o homossexualismo como característica comum de comportamento. No Brasil não existe essa "estatística".


No Mídia sem Máscara, Julio Severo mostra-nos uma realidade para a qual não paramos para pensar:


..."Em outubro de 2001, Harry Hammond, um pastor inglês, foi surrado por uma gangue de homossexuais por carregar um cartaz incentivando os homossexuais a se arrepender. Ele, não os agressores homossexuais, foi condenado por incitamento à violência e perturbação da ordem pública. Ele foi multado em 550 dólares e obrigado a pagar 725 dólares em despesas legais. Os homossexuais que o agrediram fisicamente não receberam nenhum tipo de condenação, nem das autoridades, nem da imprensa..."


Leia o artigo na íntegra Clicando AQUI

sábado, março 24, 2007




Franklin Martins assume secretaria Com status de Ministério.


Neste Brasil entregue aos desmandos, à bandidagem, aos políticos corruptos abençoados por um presidente leniente, só não vale a pena ser honesto. De guerrilheiro terrorista e sequestrador esse país já está cheio.


FORA LULLA!

P'RÁ VARIAR MAIS UM MONTE DE BOBAGENS PALACIANAS












P'RÁ VARIAR MAIS UM MONTE DE BOBAGENS PALACIANAS
..."- Não queremos uma coalizão só para o imediatismo da votação de um projeto de lei de interesse do Executivo. Mas mostrar que é possível fazer política com 'P' maiúsculo (+ POBREZA ,+ PLANEJAMENTO PORCO,+ PODER ILIMITADO E + PROPAGANDA ) e pensando no País em 20 anos e não em quatro anos", disse Lula, justificando porque está mexendo no "time que está ganhando -, disse.Lula afirmou que seria um erro histórico construir o País com curativos. - Precisamos de uma cirurgia que possa curar os males do País -, disse"...




Caro Presidente (vai ganhar mais, então FICOU mais caro ainda), a única cirurgia que pode curar o País é extirpá-lo, vós o tumor maligno que afeta a progresso e a decência. FORA LULLA.

sexta-feira, março 23, 2007

UMA FÁBULA E UMA VERDADE (OU AO CONTRÁRIO)




UMA FÁBULA E UMA VERDADE (OU AO CONTRÁRIO)






Num país parecido com o nosso, tempos atrás uma porção de "líderes" sindicalistas paralisavam fábricas e exigiam aumento de salário para as suas categorias. Essas fábricas precisavam "enxugar a máquina", diminuir o tamanho e adequá-la à demanda; então batiam o pé e ofereciam muito menos do que pediam os "grandes líderes sindicalistas". Depois de muitas reuniões, algumas abertas, que davam em nada e outras fechadas onde tudo era resolvido, o aumento era enfim solucionado: muito menos do que pediam os empregados, um pouquino a mais do que era oferecido pelos empregadores e muitas -muitas mesmo - demissões. As empresas solucionavam a diminuição do quadro de funcionários e os "líderes" ficavam famosos. Diz a lenda que os "líderes" ganhavam por fora pela diminuição do número de funcionários.




Voltando ao nosso amado, idolatrado e salve salve país; Lulla da Silva chefiava muitas greves procurando firmar-se como "lider" e conseguia aumentos salariais no "grito"; mas isso demandava um certo tempo. Hoje, no Brasil do crescimento espetaculoso, bastou uma frase ("Alguns pagam para ser ministros, essa é a pura verdade") e o aumento para parlamentares, ministros e o próprio Lulla saiu num piscar de olhos(Comissão da Câmara aprova aumento para Executivo e Legislativo). Ao contrário do tempo de sindicalista, Lulla não causou o efeito demissão. A empresa Brasil continua inchada, não pensa em demissões e nem quer ouvir em falar em Redução dos Gastos. É o novo sindicalismo, agora presidencial.

quinta-feira, março 22, 2007

TO PIB OR NOT TO PIB




































Como em todos os dias, ao ficar com sono fui dormir. Mas, ao contrário dos ultimos quatro anos, acordei feliz. A felicidade, já dizia Ganis Parimedes, é a ausência de infelicidade. Pode parecer óbvio, mas um filósofo jamais falaria bobagens. Pensemos pois: elimine da sua vida todos os pontos negativos, faça-os desaparecer da mente. Sobrarão apenas os momentos felizes ou os momentos neutros, aqueles que nem fedem nem cheiram; assim como um PSDB da vida. Foi o que eu fiz após ouvir a notícia de que o IBGE mudou a fórmula de cálculo para o crescimento do PIB. O governo tem razão afinal. Vejamos pois:


1- Se eliminarmos o excesso de refeições diárias que fazemos todos os dias, sobrará mais dinheiro no bolso ao final do mês. Ao invés de café - um estimulante - e leite - uma bebida que deveria ser exclusiva para bezerros - tomemos água. Façamos um boicote aos argentinos não comendo pão. Já economizamos uns dez paus.


2 - Ao invés de almoçarmos, façamos yôga. Após o almoço dá aquela vontade de dormir o que prejudica nossas atividades comerciais, administrativas e os cambau. Sem almoçar dá prá economizar mais um quinze contos.


3 - Happy-hour nem pensar. Façamos uma peregrinação à igreja da Bispa Sônia, sem dar o dízimo - que às vêzes vira cinquentízimo ou tudízimo -. Mais uma economia de uns cinqueta mirréis.

4 - Na janta em casa, é óbvio, nada de carnes vermelhas, amarelas, rôxas ou brancas. Só legumes da época - que estão "menos caros" - e arrozinho sem tempero. Nada de feijão - que causa flatulência -, nada de ovos - que serão um futuro pinto - e nada de massas - o boicote à farinha argentina, esqueceu? - . Fazendo as contas, assim por cima: economia de cem pilas num dia.

5 - Automóvel para trabalhar? Ônibus lotado? Metrô transbordando? Nem pensar. Bicicleta é o canal. Economizaremos de gasolina e de quebra ajudamos a diminuir o aquecimento Global do Al Gore.

6 - Quase ia esquecendo. Se for casado(a) e sem filhos, continue assim. Dá para economizar uma pá de grana sem filhos. Não confie em camisinhas (podem estar furadas) ou pílulas (podem ser placebo), pratiquem o sexo mental; é mais seguro, pode ser feito com a Gisele Bundchen (para os homens) ou com o Brad Pitt (para as mulheres) ou vice-versa, dependendo da "opção" sexual. Se for solteiro(a) as recomendações são as mesmas.

Entenderam? A economia no fim do mês foi de uns 1500, 2000, 3000 paus. Mudando o cálculo do seu PIB é muito fácil ser manchete da Forbes daqui uns vinte anos. O Bill Gates conseguiu e o Fidel também; por quê nós, brasileiros de fibra, residentes numa potência emergente e tendo o melhor presidente do mundo não podemos ser os novos bilionários da Forbes? Mudem o cálculo gente. Mudem já! O IBGE mudou o cálculo e o PIB cresceu essa enormidade de zerovírgulaseispontospercentuais. O Brasil conta com todos nós.

crime organizado e videoconferência prejudicam o turismo





CCJ do Senado aprova punição ao crime organizado e videoconferência, mas prejuidicam o Turismo


Crime Organizado

..."Entre esses crimes, constam: tráfico de entorpecentes, terrorismo, contrabando de armas de fogo, extorsão mediante seqüestro, crimes contra a administração pública e contra o sistema financeiro nacional, crimes contra empresas de transporte de valores ou cargas, lenocídio e tráfico de mulheres, tráfico internacional de criança ou adolescente, lavagem de dinheiro, tráfico de órgãos do corpo humano, homicídio qualificado e falsificação ou adulteração de produtos para fins terapêuticos, entre outros..."


Videoconferência

A CCJ também aprovou o parecer do senador Romeu Tuma (PFL-SP) contrário a substitutivo da Câmara ao PL do Senado 139/06 que, ao alterar o Código de Processo Penal, prevê a videoconferência como regra no interrogatório judicial. A matéria vai ao plenário do Senado.



Há controvérsias nesses dois tópicos aprovados pela CCJ:


- A videoconferência foi um duro golpe para a ministra Marta Wermus, que ainda não assumiu a pasta do Turismo. Esse seria um dos grandes filões a serem incrementados: o Turismo Prisional. Já a tipificação de Crime Organizado também prejudica um setor do turismo que tem crescido mais do que o Pib brasileiro: o Turismo Sexual.

E como diria FHC: "Assim não dá, assim não pode!"

COLLOR, O PRESIDENTE BACANA. LULLA , O PRESIDENTE DA CANA.




COLLOR, O PRESIDENTE BACANA. LULLA , O PRESIDENTE DA CANA.



Collor diz que ficou emocionado em encontro com Lula e recebe "boa sorte".EMPAUTA.NET





O encontro entre o criador (Collor) e a criatura (Lulla) aconteceu no Palácio do Planalto, que um dia já foi ocupado pelo caçador de marajás. Faltaram, infelizmente, Paulo Cesar Farias ao lado de Collor e Delúbio Soares ao lado de Lulla; este desaparecido momentaneamente, aquele "morrido" de forma natural.



Se esse memorável encontro tivesse acontecido numa praia carioca, certamente teria a presença do legalizador das drogas, o Sergio Cabral e poderia ser considerado como um Arrastão.





E o arremêdo de país vai de vento em popa. Os usineiros tão escrachados, outrora, por Lulla e seu partido, hoje são heróis; embora continuem praticando as maiores barbaridades com os cortadores de cana. Fernando Collor de Mello esculhambado à exaustão, por Lulla e seu partido, hoje é aliado do governo e recebido com pompa no Planalto.



A história muda?


E com tanta gente da CNBB (pró Lulla) no Vaticano, não me espantaria se o próximo papa fôsse um cardeal brasileiro e mudasse o novo Testamento: Judas Escariotes seria o filho predileto de Deus, Barrabás um profeta, Frei Betto um evangelizador e Cristo... quem foi mesmo esse cara?

quarta-feira, março 21, 2007

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial


BLOGAGEM COLETIVA





























No dia em que eclodiu a Intifada, Tuvia Grossman estava indo de taxi visitar o Muro das Lamentações. Sua imagem foi fortemente aproveitada pelos holofotes da mídia internacional.
No dia 30 de Setembro de 2000, o jornais The New York Times, Associated Press e outros grandes órgãos da mídia publicaram a foto de um jovem rapaz - ensangüentado e ferido - sob a mira do cacetete de um policial israelense. A legenda o identificava como uma vítima palestina das recentes manifestações -- com a clara implicação de que o soldado israelense era o que estava agredindo o rapaz. A verdadeira identidade da vítima foi revelada quando o Dr. Aaron Grossman, de Chicago, enviou a seguinte carta ao Times: "A respeito da foto na página A5 do soldado israelense e o palestino no Monte do Templo, aquele palestino é na verdade meu filho, Tuvia Grossman, um estudante judeu de Chicago. Ele, e dois de seus amigos, foram arrancados de seu táxi, enquanto viajavam em Jerusalém, por uma multidão de árabes palestinos, e foram severamente espancados. A foto em questão não pode ter sido tirada no Monte do Templo, uma vez que não há postos de gasolina no Monte do Templo, e certamente não com inscrições em hebraico, como a que pode ser claramente vista atrás do soldado israelense que estava tentando proteger meu filho da multidão."


Em resposta, o New York Times publicou uma insignificante correção que identificava Tuvia Grossman como "um estudante americano em Israel" -- não um judeu que havia sido espancado por árabes. A "correção" também dizia que o "Sr. Grossman foi ferido" na "Cidade Velha de Jerusalém" -- apesar de o espancamento na verdade ter acontecido no bairro árabe de Wadi al Joz, e não na Cidade Velha. Em resposta ao ultraje público que a correção inadequada causou, o New York Times publicou novamente a foto de Grossman -- desta vez com a legenda correta -- com um artigo completo detalhando seu quase-linchamento nas mãos de manifestantes palestinos.
Curiosidades?
- Grupos árabes convocaram para um boicote à Coca-Cola, por fazer negócios com Israel, e fizeram circular uma série de posters para divulgar sua causa. Um poster mostra o sangramento de Grossman justaposto ao logotipo da Coca-Cola, e o texto "Ao apoiar produtos americanos, você está apoiando Israel." As indústrias da Coca-Cola nos países do Oriente Médio são operadas como negócios locais, qualquer boicote à Coca-Cola no Oriente Médio provavelmente causaria mais danos monetários aos árabes e palestinos do que aos americanos e israelenses.
- A Pepsi tambám está na lista de boicotes árabes, com acusação de que o nome "Pepsi" é um acrônimo para 'Pay Every Penny to Save Israel' (Pague Cada Centavo para Salvar Israel) ou 'Pay Every Penny to the State of Israel.' (Pague Cada Centavo para o Estado de Israel). Como certa vez notou a Associated Press, "Chamar a Pepsi de um 'produto judaico' é irônico, dado que a Pepsi foi uma das muitas multinacionais que não fez negócios
Discriminação - Não se sabe ao certo como começa, mas certamente termina muito mal.

QUEM ESTÁ PARTICIPANDO DA BLOGAGEM COLETIVA
Veja quem está participando desta blogagem. Clique no nome e vá conferir. Vamos ver o que os outros têm a dizer sobre a discriminação:
Cris, Jens, Poliane, Laine, Chawca, Célia, Carla, Bárbara, Carlos, Jonathan, Cacau, Ursula, Tati Sabino, Lúcia, Lu (Niniel), Mélica, Mero Espectador, Luci Lacey, Lulu, Jeane, Aline, Keila, Verinha, Olhos de Mel, Leandro, Monkakau, Vivi, Mário, KK, Patty, Aninha, Alê, Saramar, Marcos, Cristiane Saldanha, Renata, Cirilo, Sam, Regina, Fernanda, Cilene, CAntonio, Márcia do Valle, Ronaldo, Ricardo Rayol, Enoísa, Renata, Guilherme, A comentarista, Edu, Chris, Mi, Clarice, Paulo, Jorge, Luma, Kevin, Célia (Paris), Marta, Morgana, Miguel, Crys, Simone, Lila, Tina, Mércia, Rafael,Jackie, Ceci, Marcelo, Fábio, Kátia, Dani, Fernando, Laura, Femme,




terça-feira, março 20, 2007

PAC SOB MEDIDA, PARA QUALQUER UM



E a brilhantíssima beata Marta Wermus, ex-suplicy, não terá um PAC para o Turismo? Logo ela que conseguiu fazer uma piscina, onde os motoristas podem se banhar sem sairem dos automóveis?
E o país, como sempre, continua emPACado?
Eu adoro esshhhti paizzz PAC_-_-_-lho!